Seguidores

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

CONTOS : O NEGÃO DO MOTEL

O NEGÃO DO MOTEL
 


Eu sempre tive curiosidade em tranza com um homem mais nunca tive coragem ate que um dia eu levei minha noiva a um motel entramos na suite fui liga a tv ela nao funciono entao liguei pra recepçao a recpicionista falou que ia manda um tecnico pra olha o que estava aconteçendo, bateram na porta minha noiva correu pro banheiro, fui abri era o tecnico que eu havia chamado para consertar a tv , ele era negro, alto e bem musculoso, além disso tinha uma cara de bravo que nao sei porque começei a me excitar(com aquele jeito selvagem!).ele foi direto fazer o serviço, enquanto me sentava para observa-lo... depois de alguns minutos, o negão percebeu que eu estava olhando-o, e notei seu cacete endurecendo dentro da calça apertada. aquilo me deixou com tesao fechei os olhos pra fantasiar transando com ele,e quando abri, ele estava na minha frente, com o fechikle da calça aberto e o cacete apontado bem pra minha cara e falou: -que chupa! me recusei, apesar de estar com tesão, não queria dar pra ele na frente da minha noiva, falei com ele um outro dia. entao ele pegou no bolso um papel e mi deu e foi saindo eu agradeci . minha noiva saiu do banheiro começou a me beijar e perguntou porque ele demorou tanto pra ir embora vc tava marcando um encontro com ele ?eu olhei pra ela como se estivese com raiva Então falei sem pensar:

Merdaa, é o que dá se apaixonar por uma filhinha da mamãe idiota!!?

Ai, gente... essas palavras deixaram ela tão desapontada que ela saiu correndo pro quarto, só que eu fui rápida e corri atrás dela... e alcancei ela na porta da suit, pegando ela pelo braço antes dela entrar no carro, só que nessa hora ela se virou de uma vez e me deu um tapa na cara, um tapa na cara com a mão aberta... eu fechei meus olhos na hora da pancada e assim permaneci por conta da ardência no lado direito do meu rosto... as lágrimas desceram... ai fomos embora sem nem uma palavra mais ,mais eu nao conseguia esqueçer o negao do motel entao deixe ela em casa e voltei ate o motel liguei pro numero que estava no papel que ele mi deu ligui ai ele falou ja to chegando ai quanto ele chego entro olho pra mim e falou eu sei oque vc quer , vem ca e pega ela um pouco , de imediato fui e peguei cara aquela rola crsceu e deveria te un 29cm dura que nem um a rocha , ele me pegou pelo cabelo e me forçou a chupar e resiti um pouco mas depois me entregeui para ele , chupava aquela rola com gosto mal cabia na minha boca , eu chupava numa maestria que ele gemia de prazer , e me chamava de sua putinha , viadinho e que ia acabar comigo , nossa ai eu chupava com mais gosto , depois de algum tempo chupando ele falou que ia gozar e mas que depressa começei a chupar com mais vontade a te gozar na minha boca tomei tudinho ,ate a ultima gota , ai ele falou agora vou comer minha putinha , aquele pau nao amoleceu ele me levou ate a cama , me deitou tirou minha roupa começou alamber meu cuzinho , e passar os dedos nele nossa nao resisit e meu pau ficou duro e ele percebeu e disse vc gosta né viadinho , entao vou te dar oque vc quer , pegou o pote de ky lambuzou meu cuzinho , e começou a enfiar sua picona nele , ai começou adoer falei para ele para mas ele mandou eu cala a boca e relaxar , nossa quando entrou senti uma dor , depois ele começou a mexer devagar eu sentia aquele pinto me rasgando todinho eu chora de dor e tesao ao mesmo tempo , depois acustumei com ele , de quatro em cima da cama e bonbaa rapido e cada vez mais forte , viramos sentei naquela rola e fui cavalgando so na ponta da rola ele mi seguro pela cintura mi poxo sua rola entro de uma veiz so ai ele falar que ia gozar e encheu meu cu de sua porra , meu cu tava sento rasgado e ao mesmo tempo o tesao era tanto que gozei , ele inundou meu cuzinho com seu leite depois fomos tomar um banho e me despite dele e ele , e fui embora com o cuzinho arrombado e ardento. 

fonte : http://contoseroticos.com.br/categoria/Gays/

Nenhum comentário:

Postar um comentário